Pretendo, despretensiosamente, divulgar aqui ideias, pensamentos, acontecimentos, imagens, músicas, vídeos e tudo aquilo que considere interessante, sem ferir susceptibilidades.

Falando de tudo e de nada... correndo o risco de falar demais para nada!


quinta-feira, 30 de maio de 2013

Feriado do dia de Corpo de Deus

Não sou lá muito católico, pratico mesmo muito pouco a religião que “herdei” dos meus pais. Mas, desde que me conheço, o feriado do dia de Corpo de Deus para os Católicos foi sempre um dia de santificado descanso para todos. Sendo este um feriado móvel este ano calhou a 30 de Maio de 2013. É hoje. Até ao ano passado e durante anos sem conta, sempre foi assim. A partir deste ano, porém, deixará de ser. 

De facto, hoje é o primeiro de quatro feriados a que tínhamos direito e deixámos de ter. Em consequência, lá fui trabalhar à borla em resultado de uma alegada fé num “deus mercado” que se acalma quando vê mais dinheiro nas contas de patrões necessitados e menos dinheiro nos bolsos de mandriões estoirados que, segundo os cúmplices desta seita, tiveram que ser castigados pelo pecado que lhes atribuem de insistirem em viver acima das suas possibilidades. Como é costume em muitas seitas, o castigo veio em forma de donativo: quem trabalha sacrifica um dia de lazer e quem emprega ganha um dia em que não tem que pagar a quem trabalha para si nem sequer o combustível das deslocações. Tudo o que hoje for produzido em Portugal terá um custo salarial quase nulo, o que é óptimo. Para quem não tem que pagar.

Reportagem fotográfica 4: Praga

 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 


sábado, 25 de maio de 2013

Georges Moustaki

Deixo aqui hoje a minha homenagem ao cantor e compositor francês, de origem grega, nascido no Egipto, que morreu na última quinta-feira, dia 23-05-2013, em Nice, aos 79 anos, vítima de uma doença respiratória incurável.
Moustaki teve, na minha juventude, um enorme êxito como cantor com temas como: "Milord" (1958), escrita para Édith Piaf, e "Le Métèque" (1969), cantada pelo próprio Moustaki e por Pia Colombo, "Sarah", "Ma Solitude" e "La Dame Brune". 
Como compositor Moustaki escreveu cerca de 300 canções para os principais intérpretes franceses, como Édith Piaf ou Yves Montand. 

A mim impressionou-me particularmente como poeta e com "Portugal", tema dedicado à revolução do 25 de Abril. 

 
 Aqui fica, para os mais nostálgicos da minha geração...

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Agora Lisboa! Porque merece e para que não fique invejosa...

Todos sabemos que Lisboa é uma das cidades mais bonitas do Mundo. 
Não deixa, no entanto, de ser curioso que sejam dois cidadãos belgas a homenageá-la com esta belissima canção e com este poema lindíssimo.
Ora apreciem!
(Em full screen podem ver melhor)

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Fusão Porto-Gaia? É só seguirmos o exemplo do arco-íris…

(clique na foto para ampliar a imagem)
Obs: Esta bela fotografia foi-me enviada pelo meu amigo R. C. do Grupo 5pontocome.
        Obrigado amigo